Sexualidade no ambiente escolar: narrativas de adolescentes do Ensino Médio de uma escola da rede pública em Serra- ES

Nome: THIAGO FERNANDES MADEIRA
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 18/12/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Maria Alayde Alcantara Salim Orientador
Záira Bomfante dos Santos Co-orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Maria Alayde Alcantara Salim Orientador
Rita de Cassia Cristofoleti Examinador Interno
Sandro Nandolpho de Oliveira Examinador Externo

Resumo: A sexualidade constitui uma questão polêmica no ambiente escolar e familiar, sendo
que cada uma dessas instituições sociais tem a responsabilidade de formar, informar
e orientar crianças e adolescentes sobre as descobertas e mudanças que ocorrem.
Existem vários discursos acerca de sexualidade envolvendo a adolescência, contudo
poucos são encontrados a partir da percepção dos próprios sujeitos. Pretendeu-se,
portanto, trazer à tona os sentimentos que são alimentados por estes, enquanto
alunos e como essa vivência se processa. O arcabouço teórico teve como principal
fonte de informações a teoria da sexualidade proposta por Sigmund Freud (1905) e
Foucault (2014), analisada por outros teóricos, com o objetivo de identificar a
percepção de alunos adolescentes do ensino médio sobre sexualidade no ambiente
escolar, na família e religião. A metodologia utilizada foi um estudo de caso, com
abordagem qualitativa, partindo da análise de descrição de dados de 12 alunos
matriculados no ensino médio de uma escola da rede estadual no município de Serra,
Espírito Santo. Os dados foram coletados a partir de encontros realizados em grupos
focais para analisar o grau de conhecimento dos alunos sobre tema e definir os temas
desenvolvidos e discutidos nas entrevistas abertas realizadas com os sujeitos de
pesquisa. A partir dos temas definidos nos grupos focais, a maioria dos adolescentes
mostrou saber sobre a importância de discutir as questões sobre sexualidade na
escola e na família, com opiniões firmes, claras e objetivas de que o assunto não é
tratado de modo adequado nesses dois espaços e que há necessidade de habilitar e
qualificar o professor para que o tema sexo e sexualidade sejam abordados, em sala
de aula, de modo mais natural para, então, abrir e manter o diálogo na família.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540