A Educação Ambiental no entorno do Parque Estadual de Itaúnas: desafios no enfrentamento das questões socioambientais

Nome: Geysa Mota dos Santos
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 17/03/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Gustavo Machado Prado Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Erica Duarte Silva Suplente Externo
Franklin Noel dos Santos Examinador Interno
Gustavo Machado Prado Orientador
Karina Carvalho Mancini Suplente Interno
Marcos da Cunha Teixeira Examinador Externo

Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral avaliar as ações de educação ambiental (EA) desenvolvidas nas comunidades do entorno do Parque Estadual de Itaúnas – PEI, Conceição da Barra-ES. Especificamente, foram realizados os seguintes estudos: (1) levantamento e caracterização das ações de educação ambiental desenvolvidas pelas escolas e órgãos públicos e privados; (2) percepção dos moradores quanto à oferta de atividades de educação ambiental (formal e não-formal). Por meio da pesquisa exploratória levantamos ações e programas de educação ambiental desenvolvidos na região de Itaúnas, dentro das escolas e para a população em geral. Participaram da pesquisa pessoas de quatro comunidades: 19 moradores, 11 professores e 10 alunos do ensino fundamental e médio de três escolas. Os dados referentes à percepção da comunidade quanto à oferta de EA (formal e não-formal) foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, e os registros das ações desenvolvidas foram obtidos por meio de entrevistas com gestores públicos e análise de documentos. A coleta dos dados foi realizada no período de novembro de 2014 a julho de 2015. A pesquisa mostrou que o processo de documentação, registro e arquivo das atividades de EA não tem sido eficiente, pois foram localizados registros de apenas 5 projetos, o que impossibilitou avaliar adequadamente as características das atividades realizadas. Por outro lado, a partir das entrevistas emergiram os diferentes problemas socioambientais que tem sido objeto de enfrentamento da EA, bem como os agentes promotores das ações. De forma geral, a pesquisa revelou que a EA praticada nas comunidades do entorno do PEI, tanto formal quanto não-formal, tem sido caracterizada por atividades pontuais. Além disso, foi observada uma insatisfação das comunidades quanto à efetiva oferta de projetos duradouros e que atendam às demandas socioambientais locais. Os resultados sinalizam os caminhos percorridos pela EA no entorno do PEI e poderão contribuir para uma discussão sobre o seu papel nas comunidades fronteiriças com as Unidades de Conservação.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540