A PRODUÇÃO E APROPRIAÇÃO DE SINAIS EM LIBRAS SOBRE OS CONCEITOS CIENTÍFICOS DE ELETROQUÍMICA A PARTIR DA PERSPECTIVA HISTORICO-CULTURAL

Nome: Caio César Rodrigues de Freitas
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 22/02/2022
Orientador:

Nomeordem crescente Papel
Gilmene Bianco Orientador

Banca:

Nomeordem crescente Papel
Rita de Cassia Cristofoleti Examinador Interno
KEILA CARDOSO TEIXEIRA Examinador Externo
Gilmene Bianco Orientador

Resumo: Ao ingressar na escola o surdo encontra um cenário de despreparo para a
realização de uma inclusão escolar efetiva. Dentre os obstáculos encontrados,
os maiores estão diretamente ligados a apropriação da língua, a mediação e os
processos comunicativos. Muitos professores não possuem conhecimento da
Libras e intérpretes desconhecem os conteúdos específicos da Química. Há uma
série de conteúdos científicos que não há sinais em Libras, gerando uma
dificuldade de apropriação do conceito pelos surdos. Desse modo, o presente
trabalho propõe identificar como os surdos se apropriam dos conceitos
científicos de eletroquímica e elaborar sinais que respeitem a especificidade da
química, da Libras e dos surdos. Utilizou-se como aporte teórico e metodológico
para a pesquisa a Perspectiva Histórico-Cultural de Vigotski no campo da
defectologia. Foi realizado um estudo de caso na cidade de Barra de São
Francisco, noroeste do estado do Espírito Santo. O estudo foi realizado durante
os meses de junho e julho de 2021. Utilizou todas as medidas necessárias e
adaptações para a realização da pesquisa durante a pandemia da Covid-19. A
coleta de dados foi dividida entre quatro etapas: explicação, debate, associação
e sinais. Os instrumentos de coleta de dados foram: observação participante,
entrevistas, diário de bordo e gravações de vídeo. Resultados apontam que tão
importante quanto os signos são os caminhos alternativos para internalização
dos conceitos científicos e seus significados. A língua de sinais é o principal
caminho alternativo para o desenvolvimento cognitivo dos surdos. Pode-se
observar que a experimentação, bem como os modelos esquemáticos visuais,
corroboraram com a apropriação e internalização dos conceitos científicos, pois
torna esses conceitos mais tangíveis e visuais. Além disso, o contato direto do
surdo com o professor de Química através da Libras diminui a perda na tradução,
interpretação e internalização dos conceitos científicos. Os sinais criados
durante a pesquisa tiveram sua fundamental conceitual na química e na
fundamentação linguística da Libras.
Palavras-chave: Surdez; Perspectiva Historico-Cultural; Ensino de
eletroquímica.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540