A HISTÓRIA DA CIÊNCIA NO ENSINO DE QUÍMICA: UM ESTUDO SOBRE
A TABELA PERIÓDICA DESENVOLVIDO COM FUTUROS PROFESSORES

Nome: RODRIGO DA VITÓRIA GOMES
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 03/06/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Nery Furlan Mendes Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ana Nery Furlan Mendes Orientador
Debora Schmitt Kavalek Examinador Externo
Marcia Regina Santana Pereira Examinador Interno

Resumo: Ao contrário do que a ideia do senso comum possa trazer, a História da Ciência
vai além do que contar “historinhas” sobre um fato científico, mas estuda o
processo de construção de conhecimento para tornar o aluno crítico. Dessa
forma, a História da Ciência não é uma substituição do ensino “normal” de
ciências, mas sim um subsídio para compreender como os cientistas pensavam
em determinada época; como eles trabalhavam; qual a relação da ciência e
suas influências no campo sócio-político e; desmitificar alguns paradigmas da
ciência. A História da Ciência, em específico a História da Química, estão
referenciadas como parte importante a ser trabalhada em sala de aula por
documentos oficiais, como os Novos Parâmetros Curriculares do Ensino Médio
(PCN+ Ensino Médio). Devido a crescente importância da História da Ciência
no Ensino, vários trabalhos têm sido realizados com o intuito de promover e/ou
contemplar estes estudos no Ensino Médio. Grande parte dos trabalhos
desenvolvidos não contemplam estratégias para levar a História da Ciência ao
Ensino de Química. Frente a isto, a História da Ciência deveria aparecer
primeiramente a nível superior, na formação dos professores, para após
chegar ao ensino básico. Neste trabalho foi desenvolvido um curso de
formação inicial realizado com alunos acadêmicos do curso de Licenciatura em
Química da Universidade Federal do Espírito Santo, que permitiu contemplar
estratégias para levar a História da Ciência para o Ensino de Química
fundamentado na perspectiva histórico cultural de Vygotsky. A pesquisa foi
realizada com o intuito de verificar a viabilidade do curso de formação bem
como analisar a receptividade dos licenciandos às atividades propostas durante
a realização do curso. Por essa pesquisa, espera-se obter e divulgar novas
atividades acerca de como o ensino de química pode ser desenvolvido dentro
de um contexto histórico.
Palavras-Chave: História da Química. Formação de Professores. Atividades
Diversificadas. Vygotsky.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540