A contribuição do trabalho colaborativo do professor da sala de recursos multifuncionais com os professores do ensino comum

Nome: Maria Rozane Cabral da Rocha
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 18/02/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Rita de Cassia Cristofoleti Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Isabel Matos Nunes Examinador Externo
Maria Alayde Alcantara Salim Examinador Interno
Rita de Cassia Cristofoleti Orientador

Resumo: A pesquisa ora apresentada desenvolveu um estudo sobre as práticas educativas envolvendo o trabalho colaborativo de um professor da Sala de Recursos Multifuncionais (SRM) com dois professores da sala de aula do ensino comum e dois alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) matriculados em uma escola municipal da cidade de São Mateus/ES. Teve como objetivo analisar as contribuições, os desafios e as fragilidades da ação colaborativa do professor da Sala de Recursos Multifuncionais junto aos professores e alunos da sala de aula do ensino comum, através do acompanhamento do planejamento conjunto das atividades a serem desenvolvidas e a acessibilidade ao currículo existente para o ensino e a aprendizagem dos alunos com transtorno do espectro autista. A pesquisa se referencia teórica e metodologicamente na abordagem Histórico-Cultural de desenvolvimento humano elaborada por Vigotski (1997, 2011) e em seus estudos sobre a defectologia no que diz respeito aos processos de aprendizagem e desenvolvimento de sujeitos. Nesse contexto, podemos considerar que o crescente número de matrículas de crianças com autismo no ensino comum impacta diretamente a organização escolar. A pesquisa realizada concluiu que o trabalho colaborativo apresenta suas contribuições no que diz respeito ao planejamento conjunto de atividades que vão ao encontro das especificidades de aprendizagens dos alunos, porém apresenta fragilidades e desafios que precisam ser continuamente refletidos e superados, como maior tempo e frequência dos planejamentos e contínua mudanças quanto à acessibilidade ao currículo e avaliação de alunos com deficiência e/ou TEA. Assim, o estudo mostra-se relevante no sentido de buscar caminhos que discutam o planejamento, o trabalho colaborativo, o ensino e a aprendizagem de alunos, público-alvo da educação especial, no contexto do ensino comum.
Palavras-chave: Trabalho Colaborativo. Sala de Recursos Multifuncionais. Ensino. Aprendizagem. Formação de Professores.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540