ENTRE SABERES: A BRINCADEIRA REIS DE BOI NA TESSITURA DE PRÁTICAS DIALOGADAS EM UMA EXPERIÊNCIA VISÍVEL NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Nome: Marli Quinquim
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/03/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Maria Alayde Alcantara Salim Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Isabel Matos Nunes Examinador Externo
Maria Alayde Alcantara Salim Orientador
Rita de Cassia Cristofoleti Examinador Interno

Resumo: A pesquisa apresenta a investigação produzida a partir de uma proposta de intervenção interdisciplinar com a temática Reis de Boi, prática cultural recorrente no norte do estado do Espírito Santo, em especial, nas cidades de São Mateus e Conceição da Barra. Objetiva analisar as possíveis contribuições do diálogo entre o Reis de Boi e as disciplinas escolares para as relações de ensino e aprendizagem vivenciadas na escola. Assumem como autores bases para as discussões teóricas: Edgar Morin (2015), Teoria da Complexidade; Boaventura de Sousa Santos (2010), Ecologia dos Saberes e; Ivani Catarina Arantes Fazenda (2013), que discute a interdisciplinaridade. Para o conhecimento histórico do Reis de Boi realizou um estudo das pesquisas existentes. Em virtude da quantidade diminuta, foram realizadas entrevistas
semiestruturadas com os brincantes dessa prática cultural, além do acompanhamento dos festejos em que os grupos apresentavam-se. Para a condução do trabalho com a equipe pedagógica da escola, foram utilizados os pressupostos da Pesquisa Participante (DEMO, 2008). Para pesquisar as possibilidades dos usos da prática cultural no processo de ensino aprendizagem dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, foi elaborada e desenvolvida uma
proposta de intervenção em parceria com os professores de Educação Física, Filosofia, Musicalização e as Professoras Regentes. As intervenções aconteceram com todas as turmas do nturno vespertino (1º ao 4º ano), sendo foco da observação a turma do 1º ano ‘B’ do Ensino Fundamental. Com base nos dados produzidos, constatou-se que: é possível estabelecer o diálogo entre as disciplinas escolares com a tematização do Reis de Boi, no entanto, antes de
intentar articular conteúdos, é fundamental sensibilizar as pessoas quanto à necessidade do trabalho interdisciplinar e com a cultura local. No que se refere aos alunos, verificou-se que no decorrer do processo de ensino e aprendizagem encantaram-se com a diversidade de atividades proporcionadas. Esses atrativos contribuíram para que estabelecessem relações entre os conteúdos ensinados e a elaboração de conhecimentos relativos à brincadeira Reis de Boi e, para além da compreensão dos elementos que a constituem, o seu reconhecimento enquanto prática cultural local. Nesse sentido, afirma-se que essa prática cultural tornou-se visível no ambiente escolar, o que faz desse espaço propício para a credibilização das práticas culturais locais, ou seja, para a promoção da justiça cognitiva (SOUSA SANTOS, 2010). Assinala-se que o uso da prática cultural Reis de Boi, sob a perspectiva interdisciplinar, potencializou o processo de ensino e aprendizagem dos educandos promovendo sua emancipação.
Palavras-chave: Reis de Boi. Interdisciplinaridade. Anos Iniciais.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540