TRÊS AUTORES, TRÊS TEMPOS: O ENSINO DE ARITMÉTICA, À LUZ DO
MÉTODO DE DECROLY

Nome: Ana Maria Ferreira Lemes Stafusa
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 20/04/2022
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Moysés Gonçalves Siqueira Filho Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Josiane Acácia de Oliveira Marques Examinador Externo
Moysés Gonçalves Siqueira Filho Orientador
Rita de Cassia Cristofoleti Examinador Interno
Wagner Rodrigues Valente Examinador Externo

Resumo: Esta pesquisa visa responder a seguinte questão norteadora: Em que medida
três autores, em três tempos, se apropriaram, em suas obras, do Método de
Decroly, para o ensino de Aritmética? Objetiva identificar e analisar, em três
Manuais Pedagógicos – Omer Buyse (1927), Everardo Backheuser (1946) e
D’Ávila (1965), as três fases – observação, associação e expressão – do Método
dos Centros de Interesse, preconizados por Jean-Ovide Decroly, em especial,
as relacionadas à Aritmética. Objetiva ainda explicitar algumas apropriações das
ideias de Decroly realizadas pelos referidos autores e analisar a presença dos
Centros de Interesse referentes ao ensino de Aritmética nas obras em voga.
Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de cunho histórico documental, respaldada
nos pressupostos da História Cultural, particularmente no que se refere ao
conceito de apropriação delimitado por Roger Chartier e no que se vincula ao
conceito de estratégia conforme Michel De Certeau. Conclui que as apropriações
dos Centros de Interesse de Decroly foram concernentes às três fases e aos seis
eixos decrolyanos, de modo geral, mais especificamente à Aritmética, a qual era
trabalhada baseada no ensino concreto e globalizado, inserida no cotidiano do
aluno, trazendo-o para o centro desse movimento

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540