O ENSINO DE ALGEBRA NO GINASIO ESPIRITO SANTENSE (1905 - 1941)

Nome: Jéssica Otaviano das Virgens
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/03/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Moysés Gonçalves Siqueira Filho Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Antonio Henrique Pinto Orientador
Lúcio Souza Fassarella Orientador
Moysés Gonçalves Siqueira Filho Orientador

Resumo: RESUMO
Busca analisar o ensino de Álgebra na educação secundária capixaba, no período entre 1905 e 1941. Procura responder à seguinte questão norteadora: Como se caracterizou o ensino de Álgebra na educação secundária do Espírito Santo nos entremeios de 1905 e 1941? Visando responder ao problema de pesquisa, tem por objetivo geral identificar as características do ensino de Álgebra na educação secundária capixaba, no período delimitado. Ademais, apresenta, por meio de documentos oficiais (leis, decretos e resoluções), as subdivisões do ensino secundário e suas especificidades; identifica a Álgebra no âmbito dos programas de ensino desenvolvidos no Ginásio do Espírito Santo no período analisado; descreve e analisa o ensino de Álgebra ministrado no GES de 1906 a 1940. A pesquisa foi desenvolvida com uma abordagem qualitativa de cunho histórico documental, discutida à luz de alguns pressupostos da História Cultural, tais como: representação, prática e apropriação propostos por Roger Chartier (2002); cultura escolar, considerada por Dominique Julia (2001) como um objeto histórico; estratégias e táticas descritas por Michel De Certeau (2009); e a história das disciplinas escolares, discutida por André Chervel (1990). Utiliza como fontes de pesquisa Legislações educacionais; Programas de ensino; Livros de ponto; Livros de registros escolares; Jornais e Provas escolares. A partir das análises documentais, verificou-se que o ensino secundário no Estado fora subdividido em: ensino secundário profissional e ensino secundário propriamente dito. O primeiro esteve a cargo da Escola Normal e, o segundo, do Ginásio Espírito-Santense. A Álgebra sempre esteve presente nos programas de ensino do curso ginasial, alterando apenas a sua localização na grade curricular. Os conteúdos que compunham a disciplina quase não sofreram alterações nos primeiros anos. Com a Reforma Francisco Campos em 1930, o curso fundamental passou a ser de cinco anos e, o último ano foi destinado para o ensino de novos conteúdos algébricos: Limites, derivadas, séries e integrais, além de Análise Combinatória e Binômio de Newton. Com a análise das provas, identificamos além dos conteúdos ensinados, os procedimentos de resolução, os critérios de correção e a maneira como o aluno apropriou-se da matéria e das orientações dadas pelo professor.
Palavras-chave: Ensino de Álgebra. Ensino Secundário. Provas escolares.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia Governador Mário Covas, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-540