Clio e titãs: as representações sobre o ensino de História no contexto da educação profissional do IFES

Nome: Ernesto Charpinel Borges
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 23/03/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Maria Alayde Alcantara Salim Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Marcelo Lima Examinador Externo
Marcia Helena Siervi Manso Suplente Interno
Maria Alayde Alcantara Salim Orientador
Sandro Nandolpho de Oliveira Suplente Externo
Ueber José de Oliveira Examinador Interno

Resumo: Este trabalho analisou as concepções dos docentes de História do ensino médio
integrado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo
(Ifes) sobre o ensino de História na instituição. A metodologia consistiu na pesquisa
qualitativa, partindo de entrevistas semiestruturadas, gravadas, transcritas, e
referenciadas na filosofia humanista de Walter Benjamin, e do seu cruzamento com
os referenciais teóricos e as informações bibliográficas históricas sobre a temática. A
fundamentação teórica utilizou-se dos conceitos de práticas e representações, no
que tange às visões de mundo sobre o lugar do ensino de História na sociedade e
na instituição pesquisada, e da teoria do capital humano como pressuposto ao
entendimento dos fatores econômicos responsáveis pelas demandas educacionais.
As análises das entrevistas, associadas aos referenciais teóricos e históricos da
pesquisa, mostraram que a disciplina de História pode levar ao entendimento e
fortalecimento dos ideais de identidade individuais e coletivas em diferentes
momentos no tempo, fortalecendo uma identidade mais crítica perante a realidade. A
pesquisa mostra ainda que a educação profissional do Ifes é signatária de um
discurso que a direciona para as demandas do mercado capitalista, e que, por
vezes, alunos, professores, gestores e técnicos do Ifes, pelo sentimento de
pertencimento à instituição, acabam também sendo influenciados nessa direção.
Observou-se que a História na instituição carece de espaço e de sentido, pois, ao
que parece, a disciplina não oferece utilidade a representações que pregam o
sucesso econômico e a realização material. Nas considerações finais, propomos que
a discussão em torno da História no Ifes se fortaleça por meio de Fóruns,
Seminários e outros eventos que possam dar visibilidade a essa área de
conhecimento e de ensino. Entende-se que o debate em História é importante,
visando à construção de um ensino que auxilie na constituição de uma cidadania de
fato, social e crítica, proporcionando aos seus estudiosos a possibilidade do
protagonismo social.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Rodovia BR 101 Norte, Km 60 - Bairro Litorâneo, São Mateus - ES | CEP 29932-900